Dicas de Mendoza

IMG_0628

Hoje é dia de post sobre Mendoza, uma cidade incrível da Argentina.

Mendoza está localizada no oeste da Argentina e fica aos pés da Cordilheira dos Andes. A região é bastante conhecida pelos seus vinhos devido a sua alta produção que chega aos 80% do total dos vinhos produzidos em todo o país, além de contar com mais de 100 vinícolas espalhadas pela cidade onde é possível fazer degustações e visitas.

Além das bodegas, a cidade conta com outros atrativos como hotéis luxuosos, casinos, boa gastronomia, paisagens de tirar o fôlego, estações de esqui, praças e monumentos históricos.

Confira abaixo as principais dicas para visitar Mendoza:

Como chegar: A melhor forma de chegar em Mendoza de São Paulo ou outros estados é fazendo uma conexão em Buenos Aires, o tempo de voo entre São Paulo e Buenos Aires é de 2h50 (aproximado) e de Buenos Aires a Mendoza 01h15 (aproximado).

Quanto tempo ficar: Acredito que o ideal para visitar Mendoza são 3 dias inteiros, sendo 2 dias para visitas às vinícolas e mais 1 dia inteiro para o passeio a Alta Montanha onde é possível desfrutar das incríveis paisagens andinas.

IMG_0619

Onde comer: Algumas vinícolas possuem restaurante no próprio local onde é possível almoçar (menu degustação ou à la carte), e no centro de Mendoza também há boas opções entre elas o renomado 1884 do Chef Francis Mallman (é necessário fazer reservas Belgrano 1188, 5501 Mendoza, Argentina).

IMG_0608

Quais vinícolas ir: Depende. Ha 3 regiões principais de vinícolas que são afastadas do centro de Mendoza (Luján de Cuyo, Maipu e Vale de Uco).  Em todas as regiões há inúmeras vinícolas onde é possível fazer as visitas. O ideal é escolher vinícolas da mesma região para visitar no mesmo dia pois o tempo de percurso entre elas pode chegar a 1h.

Em geral as visitas e degustações duram em média 2h (incluindo tempo de transporte). Portanto recomendo que visite no máximo 3 vinícolas por dia, sendo a última a vinícola do almoço. A Catena Zapata e Chandon são as mais famosas e procuradas pelos visitantes, por isso aconselho que faça a reserva com 30 dias de antecedência dependendo da época, em alta temporada e feriados é bom reservar com 45 dias de antecedência. A taxa média de visita e degustação é entre AR 120 a AR 300 por pessoa.  Outras vinícolas com destaque também são a Pulenta Estate, Salentein, Zuccardi, Trapiche, Norton…

IMG_0625

IMG_0646

IMG_0632

IMG_0652

Transporte: É natural que nas vinícolas se bebe muito vinho então contratar um Remis é a melhor e praticamente única opção para se locomover entre hotel – vinícolas, já no centro o táxi é a melhor opção. Existem inúmeras empresas que oferecem o serviço de Remis, que vale muito a pena pois as regiões das vinícolas são afastadas, mal sinalizadas e não existem táxis. O custo de um remis varia entre USD 120 – 170 por dia por carro dependendo das vinícolas (a maioria cobra somente em dólar).

IMG_0659

Passeio Alta Montanha: Dica imperdível, é um passeio que percorre cerca de 200 km desde Mendoza e faz paradas em alguns pontos, incluindo a estação de esqui Penitentes e a cidade de Las Cuevas que fica na divisa entre Argentina e Chile e possui 3200 mts de altitude. O passeio pode ser comprado em diversas agências entre elas o Decolar.com (recomendo não tive problemas). A duração é de dia inteiro saindo as 7h30 e retornando por volta das 18h. Valor médio do passeio R$ 120,00 (Somente transporte em tour regular).

IMG_0701

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s